O “NÃO” a gente já tem!

By 13 de agosto de 2015 Tips, Tricks 3 Comments
wander
Eu sempre digo: “O ‘não’ a gente já tem. Então por que não arriscar? Tentar? Se jogar?

Foi pensando dessa forma que algumas das coisas mais surreais aconteceram na minha vida nos últimos anos. Algumas situações, pessoas e coisas às vezes nos parecem tão intocáveis e inacessíveis, mas cada vez mais acredito que podemos fazer TUDO que queremos. Basta um pouquinho de coragem e cara de pau (e às vezes… mas só às vezes, sorte de estar no lugar certo, na hora certa).

Um ótimo exemplo foi a surpresa de ter conhecido o James Victore no ano passado quando vim visitar amigos e matar a saudade de NYC. Cruzei com ele por acaso na rua, mas não falei com ele pessoalmente. Fiquei tão emocionada (hahaha!) que resolvi então entrar em contato pelo facebook. Ele me respondeu e saímos pra tomar uma cerveja e me surpreendi no quanto ele foi incrivelmente receptivo e fofo. Tanto que continuo em contato pela internet até hoje e vibro toda vez que ele curte meus trabalhos e fotos no instagram. Foi como ele ficou sabendo que eu estava em NY e me convidou para um de seus TopGun’s (happy hours criativos) onde conheci mais uma galera massa. O James vai ser sempre uma grande inspiração pro meu trabalho pela sua maneira de ver a vida, “quebrar as regras” e suas atitudes. Se você não conhece, deveria segui-lo e acompanhar seus vídeos semanais: Burning Questions.

james

Outra situação bacana que aconteceu esse ano, foi quando cheguei em NYC no início de junho e descobri o evento Typographics. Custava cerca de $400 dólares (e com o real do jeito que está, era impossível arcar com todo esse custo). Descobri que poderia me inscrever como voluntária e fui selecionada para trabalhar durante 2 dias do evento que durou mais de uma semana. Ajudei em um workshop do Petr Van Blokland e a organizar alguns materiais. Em troca, pude ver TODAS as palestras sem gastar um dólar. Paula Scher, Alex Trochut, Barbara Glauber, Abbot Miller, Erick Van Blokland, Alexander Tochilosvky, Juan Carlos Pagan… e por aí vai. Conheci gente, aprendi muito e ganhei uma sacola linda do evento cheia de materiais bacanas. Type and design nerds love it! 😛

typog
ticket

Em julho descobri um Lunch Talk com o David Carson (for free!!!), e em 20 minutos as inscrições estavam esgotadas. Não desisti e apareci no dia. Por sorte, ainda havia lugar e pude ver sua palestra. Ao final, tinha muita gente querendo falar com ele, então desisti e saí para almoçar no Whole Foods, onde encontrei ele sozinho e ainda pude trocar umas ideias com essa lenda do design. Aí sim foi muita SORTE! Assim como cruzar o Charles Bradley na Home Depot numa quarta feira qualquer. Ahhh! Essa babilônia!

david-charles

E ainda, neste mês de agosto, mais uma surpresa boa. Semana passada, passei uma tarde brincando com uma das coisas que mais gosto: desenhar em giz e trocar experiências. Conheci a fofa e talentosa Lauren Hom pela internet, um dia desses saímos para jantar e tomar uns drinks e ela me convidou para fazermos uma colaboração em seu estúdio. Decidimos desenhar algo que nos inspira e que temos em comum que é viajar, conhecer o mundo e novas pessoas. Esse é o resultado do nosso mural de gizWANDERLUST: palavra em inglês (emprestada do alemão, originalmente) que significa um desejo enorme de viajar e explorar o mundo. 

wanderlustblog

Enfim, esses são apenas alguns exemplos que me fazem acreditar que tudo que queremos, acontece. Especialmente quando a gente faz algum mínimo de esforço. Quando arriscamos, tudo se torna um pouquinho mais acessível e possível. O “não” sempre teremos, então por que não arriscar pelo SIM?

Make things happen! 

About Cristina Pagnoncelli

Designer gráfica e artista visual. Inquieta e como (quase) toda aquariana, intensa. Observadora, instragram lover e eterna amante de Black Sabbath e seus discípulos... \m/

3 Comments

Leave a Reply